sábado, 23 de agosto de 2008

ESTRUTURA DAS PALAVRAS

Analisando as palavras, podemos perceber que elas são formadas de unidades ou elementos mórficos. Esses elementos estruturais das palavras são:

* Radical
* Vogal temática
* Tema
* Afixos
* Desinências
* Vogal ou consoante de ligação

RADICAL

É o elemento que transmite uma base comum de significação entre as palavras de uma mesma família. Acha-se o radical, eliminando-se seus elementos secundários. Em CERT-o, CERT-eza e in-CERT-eza temos o radical CERT.

VOGAL TEMÁTICA
É a vogal que, acrescida ao radical, forma o tema de nomes e verbos. Nos verbos, ela identifica as suas conjugações.

A - primeira conjugação (CANT-A, do verbo CANTAR, com terminação AR)
E - segunda conjugação (VEND-E, do verbo VENDER, com terminação ER)
I - terceira conjugação (PART-I, do verbo PARTIR, com terminação IR)

TEMA

O tema é a união entre o radical e a vogal temática:

CANTA-r
VENDE-r
PARTI-r

Nos nomes, os temas são mais evidentes em derivados de verbos:

CAÇA-dor (do verbo CAÇA-r)
DEVE-dor (do verbo DEVE-r)

AFIXOS

Os afixos são elementos que se unem ao radical, modificando seu sentido. Damos o nome de prefixo ao afixo que vem anterior ao radical. Ao que vem depois, damos o nome de sufixo.

Assim, em IN-capaz, temos o prefixo IN que tem o sentido de negação, ou seja, no exemplo, aquele que não é capaz. Outros exemplos de prefixos:

ARQUI (prefixo de origem grega que significa superior) - arquimilionário (milionário em excesso)
INFRA (prefixo de origem latina que significa abaixo) - infra-estrutura (estrutura que fica embaixo de...)

Já em decol-AGEM, temos o sufixo AGEM que, neste caso, denota uma ação, ou seja, no exemplo, ação de decolar. Este mesmo sufixo pode denotar conjunto (criadagem); ato ou estado (bobagem). Outros exemplos de sufixos:

EJO (sufixo de origem ibérica que indica diminuição) - lugarejo (lugar pequeno)
EIRO (sufixo de origem latina que indica agente de ação (doceiro); ofício, profissão (pedreiro); instrumento (chuveiro); lugar onde se guarda algo (açucareiro); origem, naturalidade (mineiro); árvore ou arbusto (abacateiro); quantidade, porção (formigueiro); doenças (cegueira); defeitos físicos (papeira))

DESINÊNCIAS

As desinências dividem-se em nominais e verbais e servem para indicar, no caso das nominais, o gênero e o número dos nomes. As verbais servem para indicar as flexões de número e pessoa e de modo e tempo.

Desinências nominais:

1 Gênero

1.1 Masculino: -o
1.2 Feminino: -a

2.Número

2.1 Singular: -
2.2 Plural: -s

O singular se caracteriza pela falta de qualquer desinência.

Desinências verbais:

Neste caso, existem as desinências número-pessoais e modo-temporais. As número-pessoais estão dispostas no presente do indicativo, pretérito perfeito do indicativo e infitivo pessoal (ou futuro do subjuntijvo). Os outros tempos se encaixam em um dos casos abaixo.

Presente do indicativo (só existe a desinência número-pessoal)
Eu cant-o
Tu canta-s
Ele canta-
Nós canta-mos
Vós canta-is
Eles canta-m

Pretérito perfeito do indicativo (só existe a desinência número-pessoal)
Eu cante-i
Tu canta-ste
Ele canto-u
Nós canta-mos
Vós canta-stes
Eles canta-ram

Infinitivo pessoal (modo-temporal de laranja e número-pessoal de azul)
canta-r-
canta-r-es
canta-r-
canta-r-mos
canta-r-des
canta-r-em

O m que aparece no fim da terceira pessoa do plural é um mero símbolo gráfico que representa os ditongos nasais átonos ãu e ēi.

As desinências modo-temporais, quando existem, aparecem depois da vogal temática (como no infinitivo pessoal acima) e identificam em que modo e tempo está o verbo. Por exemplo, quando se diz eu canta-va, a forma -va indica que o verbo está no pretérito imperfeito do indicativo. Nos exemplos abaixo, identificaremos as duas desinências, quando houver.

Pretérito imperfeito do indicativo
Eu canta-va-
Tu canta-va-s
Ele canta-va-
Nós cantá-va-mos
Vós canta-ve-is
Eles canta-va-m

Futuro do presente do indicativo
Eu canta-re-i
Tu canta--s
Ele canta--
Nós canta-re-mos
Vós canta-re-is
Eles canta--o
Pretérito imperfeito do subjuntivo
Se eu canta-sse-
Se tu canta-sse-s
Se ele canta-sse-
Se nós cantá-sse-mos
Se vós canta-sse-is
Se eles canta-sse-m

VOGAL OU CONSOANTE DE LIGAÇÃO

São elementos insignificativos para a formação das palavras e, às vezes, necessário apenas para evitar dissonâncias. Se observarmos a palavra cafezinho, veremos que ela é formada pelo radical café + o sufixo inho. O z aparece apenas como elemento de ligação, sem valor significativo.

Um comentário:

Sávio disse...

Excelente colocação dos elementosm estruturais